fbpx

Você sabia que o Brasil é o pais com maior número de causas trabalhistas no mundo? Talvez pelo excesso de leis trabalhistas ou pela falta de clareza das mesmas, não quero julgar esse mérito aqui, o fato é que o empresário tem que estar atento e seguir as práticas adequadas para evitar esse tipo de transtorno.

Conheça agora as 5 maiores causas de ações trabalhistas no Brasil e pense o que sua empresa pode fazer para se certificar que não aconteça nenhuma delas.

5- Rescisão contratual mal calculada.

Na hora de demitir um funcionário a empresa tem que pagar ao mesmo valores referentes à rescisão contratual, estes valores são calculados em cima das horas trabalhadas, função exercida, horas extras, etc… Frequentemente por falta de um controle de ponto melhor por parte das empresas, estas horas são calculadas e registradas de maneira imprecisa, o que dá margem para que advogados entrem com ações exigindo reparação do valor pago.

4- Danos Morais.

Já se foi o tempo onde o “patrão” podia tratar o funcionário da maneira que quisesse, porém isso ainda acontece até hoje e nem sempre de maneira tão clara, o assédio moral pode acontecer por brincadeiras, “sugerir” que o funcionário faça algo que não cabe a ele, rebaixar a pessoa ou até mesmo assédios de cunho sexual.

3- Vínculo empregatício.

Diversas formas de contrato trabalhista podem ser usadas, CLT, PJ, terceirização, trabalho temporário, estágio, etc… Porém uma prática que gera ações trabalhistas frequentemente nas empresas é um funcionário estar registrado de uma forma e atuando de outra, por exemplo um estagiário que nunca é efetivado porém faz o mesmo que funcionários efetivados ou, no pior dos casos, um funcionário trabalhando sem registro na carteira.

2- Desvio de função.

Seguindo a mesma lógica do quesito anterior, é muito comum no Brasil você ser registrado com uma função, mas no decorrer dos anos você ir passando para outras funções de trabalho sem ter seu registro alterado, isso é um grave erro, pois cada categoria e função tem suas especificidades como: piso salárial, adicionais, etc…

E o campeão de precessos…

1- Horas extras mal calculadas.

Mais da metade dos processos se devem ao mal controle de horas extras dos funcionários ou até ausencia de controle, ter como comprovar essas horas extras em uma eventual ação trabalhista é fundamental para as empresas, por isso um controle de ponto bem apurado pode lhe economizar muito dinheiro, preste bem atenção a como seus funcionários fazem seu horário de almoço ou café, as tolerancias de entrada e saída exigidas e claro se estão batendo o ponto corretamente em suas horas extras, seja na empresa ou em trabalho externo!

Category
Tags
No Tag

No responses yet

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: